Como construir uma boa estratégia para engajar stakeholders?

Ilustração de um homem apontando para sua frente, simbolizando a governança corporativa.
Governança corporativa: o que é e qual sua importância na pandemia?
30 de março de 2021
Ilustração de um homem trabalhando, simbolizando o seu trabalho em monitorar o legislativo.
Os 3 maiores desafios do monitoramento legislativo em tempos de crise
13 de abril de 2021
Ilustração de um homem segurando um quadrado que simboliza os stakeholders

O engajamento de stakeholders é uma etapa essencial para garantir o sucesso da defesa de interesses. Porém, para chegar até esta fase, é necessário mapear e entender o papel desses atores em cada negócio ou causa. 

Isto porque cada agente inserido no contexto das organizações, interno ou externo a elas, carrega consigo interesses e demandas que impactam direta ou indiretamente em processos de tomada de decisão. Não basta apenas saber quem são as pessoas e grupos impactados pelas atividades realizadas por uma organização. É preciso acompanhá-las e entender como lidar com cada uma delas. 

Sendo assim, separamos importantes questionamentos para a construção de uma boa estratégia de engajamento de stakeholders. Confira! 

Quem é, de fato, o stakeholder?

Como já vimos aqui no blog, o termo stakeholder é utilizado para descrever as partes interessadas em um projeto ou nas atividades de uma organização. Isso significa que além dos clientes, incluem também acionistas e investidores, fornecedores, empregados e até mesmo as comunidades impactadas.

Conhecer o interlocutor vai além de mapeá-lo ou classificá-lo como potencial aliado, por exemplo. Para realmente entender o comportamento de determinado stakeholder, é preciso saber com o que ele se importa, como se sente sobre os temas relacionados a determinada organização e como exerce sua influência ou poder. Por isso, reúna o maior número de informações e entenda seus desejos e suas necessidades.

Como criar uma narrativa?

Qual mensagem irá comunicar de forma forte, concisa e convincente seus interesses? Esta é uma reflexão necessária para a construção de uma narrativa. 

A partir do conhecimento a respeito do interlocutor, organize os principais pontos da sua comunicação e crie um roteiro com informações técnicas e dados relevantes, de maneira didática. Lembre-se, o que é interessante para você, nem sempre é interessante para o stakeholder. Por isso, é importante destacar que a mensagem deve ser reescrita quantas vezes forem necessárias até que fique mais clara possível.

Além disso, a estrutura da sua mensagem deve ser interessante. Uma boa narrativa tem tudo a ver com a arte das narrativas. Conhecer e utilizar as técnicas de storytelling — contar histórias de maneira relevante — para estruturar a defesa de interesses é o caminho essencial para conquistar a empatia e engajar seus stakeholders

Sendo assim, uma história precisa ser relevante para que consiga reter a atenção do interlocutor e que, de preferência, marque-o, fique em sua memória.

Como incentivar o engajamento inicial?

Para obter o engajamento de seus stakeholders você precisa estar engajado com eles — mas, não busque os interlocutores apenas quando precisar. Depois de saber quais são seus interesses em relação a sua organização, envolva-os desde o início. Assim, convide-os para participar de suas reuniões, webinars, entre outros recursos. 

Mais do que informar e expor seus interesses, peça opiniões e crie um ambiente propício à troca de ideias. Pratique a escuta ativa, principalmente no início da relação com as partes interessadas. Assim, fica claro o interesse genuíno pela fala do interlocutor e, em consequência, pode ocorrer o estabelecimento de um vínculo sobre determinado tema. 

O que é necessário para manter uma boa comunicação?

A comunicação é a chave para o engajamento dos stakeholders. Por meio dela você se faz presente e os mantêm a par do andamento de ações estratégicas, gerando assim um clima de segurança e credibilidade.

Por isso, estabeleça um diálogo de mão dupla, de forma que todos possam trocar suas impressões e defina canais de comunicação de fácil acesso, estimulando a participação de todos. Além disso, compartilhe novos conhecimentos acerca do tema que o stakeholder está envolvido, reporte novidades no status de ações e peça opinião sobre o andamento de determinados assuntos. 

Relações éticas e transparentes

É importante ressaltar que uma boa estratégia de engajamento de stakeholders deve ter como base a ética e a transparência das relações. Principalmente quando nos referimos a Pessoas Politicamente Expostas (PEP), que exercem cargos públicos de relevância ou funções em empresas estatais que trabalham com desembolso de recursos ou tomam decisões que, de alguma forma, afetam financeiramente o estado.

Pensando nisso, a Inteligov desenvolveu uma solução para o gerenciamento de stakeholders

Com a funcionalidade, é possível visualizar vínculos entre atores que você acompanha, enriquecer as informações de contato e redes sociais, além de registrar interações, de forma automática, para criar um histórico de atuação que vai te ajudar a mensurar seus resultados e estar sempre alinhado com as diretrizes de compliance.

Acompanhe mais novidades sobre a Inteligov em nosso Instagram!

Assine nossa newsletter